1.png

LiterAto

LiterAto é uma série em audiovisual que apresenta curtas-metragens baseados nas obras dos heterônimos do poeta português Fernando Pessoa. 

O projeto, idealizado pela jornalista Shel Almeida e dirigido pela dançarina Marina Abib, será exibido nas quartas-feiras de abril, sempre às 19h30, no canal do YouTube do Edith Cultura.

A vasta obra de Fernando Pessoa é dividida entre os textos e poemas que “ele mesmo” assinou, a sua obra ortônima e as de seus heterônimos, Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis, além do semi-heterônimo e menos conhecido autor, Bernardo Soares. 

 

A questão desses heterônimos é resultado das características da própria personalidade de Pessoa. Esse desdobramento do “eu”, a multiplicidade de identidades e a sinceridade do fingimento, são condições que marcaram  sua genial criação literária, considerada uma das maiores obras universais escritas em língua portuguesa. 

 

“A obra de Pessoa foi escolhida para o projeto por estar em domínio público e ter caráter atemporal e universal. Já a escolha dos textos foi pela possível relação entre cada um deles e as fases deste período de pandemia: pessimismo (Campos), melancolia (Soares) e  aceitação (Caeiro)” explica a idealizadora, Shel Almeida. 

 

A série estreia nesta quarta, 07/04, com Tabacaria, baseado no poema homônimo de Álvaro de Campos. Em seguida, no dia 14/04, será exibido o curta baseado no poema “Lisbon Revisited (1923)”, do mesmo autor. Campos tem temperamento rebelde e agressivo, cuja obra reproduz a revolta e o inconformismo, manifestados através de uma verdadeira revolução poética.

 

No dia 21/04 será a vez do curta baseado nos trechos 93 e 127 do “Livro do Desassossego”, de Bernardo Soares. Considerado semi-heterônimo por ser aquele com personalidade mais próxima do próprio Fernando Pessoa, é descrito por ele como “não sendo a personalidade a minha, é, não diferente da minha, mas uma simples mutilação dela. Sou eu menos o raciocínio e afetividade."

 

E, para encerrar, a exibição do dia 28/04 traz o filme baseado no canto V, do poema “O Guardador de Rebanhos”, de Alberto Caeiro. Considerado mestre dos demais heterônimos, sua poesia é aparentemente simples mas, na verdade esconde uma imensa complexidade filosófica, a qual aborda a questão da percepção do mundo e da tendência do homem em transformar aquilo que vê em símbolos, sendo incapaz de compreender o seu verdadeiro significado.

 
GERAL.JPG

Veja os teasers dos vídeos do projeto conforme eles forem saindo

tabacaria (1).jpg

07/04

Filme já disponível!

Lisbon_Video_00_00_11_18.Quadro001.jpg

Lisbon Revisited

(1923)

14/04

Filme já disponível!

DESASSOSSEGO.jpg
Guardador.JPG
DSC_0056.JPG

Livro do Desassossego

trechos 93 e 127

21/04

Filme já disponível!

O Guardador de Rebanhos

canto V

28/04

Filme já disponível!

Making Of

Conheça a equipe do LiterAto!

Shel Almeida em LiterAto
Rafael Silva em LiterAto
Marina Abib em LiterAto
Ana Carolina Arantes em LiterAto
Jeison Domingues em LiterAto
Vera Abib em LiterAto

Expediente

Idealização 

Shel Almeida

 

Direção 

Marina Abib

 

Atuação

Jeison Domingues

 

Produção Audiovisual

Rafael Silva

 

Assistência Audiovisual

Ana Carolina Arantes

 

Produção Executiva

Vera Abib

 

Agradecimentos

 

Centro Cultural - Teatro Carlos Gomes, Comunidade Sorriso, Edith Cultura, Escola Municipal Dr. Jorge Tibiriçá, Espaço Capela das Artes, Casa da Pitangueira, Cia Teatral Fratri Alatere, FP Studio, Secretaria Municipal de Educação. 

 

Adilson Gonzales da Silva, Beno Novak, Daniela Verde, Érica Maria Magrini de Freitas, Fabiano Pires, Gustavo Racy, Laura A. Chaile, Marcia Corazzi Abib, Telma Freitas, Vanessa Zenorini. 

 

LiterAto é um projeto contemplado em edital referente à  Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, promovido pela Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, com apoio do Conselho Municipal de Política Cultural.

© 2021 Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now